NOUTRATEZ


- Estudos para o seu corpo


pernas


se apaixonaram por mim
antes de você
mas foram as primeiras
a se entediar


dormem pouco e quando dormem
sonham profissões
que você detesta


não têm nostalgia
e não aceitam ordens
superiores



olhos


seus olhos são dois cavalinhos de jade
mas eu só vi um e por que preço
na feira do Bixiga



orelhas


sejamos práticos
e sinceros
orelha nenhuma
tem que ser bonita
têm que ser simpáticas
ou inteligentes


as suas são do primeiro tipo



boca


capa vermelha
de um livro cujo título
seria
Neve nos vitrais


ou
novíssima galáxia em expansão
mas não
assim parece que você se afoga
em purpurina



barriga


definitivamente
é impossível
possuir
sua barriga


mas eu prefiro
ó
umbigo
como sois inútil



cabelos


não são os seus cabelos que me entristecem



articulações


eu deveria amá-la
e descrevê-la
a partir das suas
articulações


cantar
do mar o sal
e não a água



bunda


sua bunda jamais terá
ideologia



axilas


uma salva de palmas
ao dia distante
da infância trêmula
em que você ficou febril


desde então
houve tremenda reviravolta
na História dos Termômetros



sobrancelhas


a perfeição (ao se repetir)
tem que ser imperfeita



costas


o que eu queria mesmo –
porque
não vou mais renegar meu romantismo –
era gritar
feito um bardo


país
onde a impunidade
será uma vergonha



ombros


no seu perfil
pousa às vezes
a lua japonesa



braços


seus braços são a única coisa do mundo
sem morte



pés


apenas mencioná-los
para que sejam leves
porém maciços
como a lembrança
do flamingo imóvel



nariz


feito a facadas
(desculpe
se a esfolei)


e quente respiração eqüestre
(agora foi mal
agora são várias
egüinhas aladas
saindo das narinas)



mãos


abro um pouco a janela
(os barulhos ficam fora)
para entrar a luz


na bacia com água onde você pôs as mãos
luvinhas musicais
(guardam o silêncio)



pescoço


impossível não pensar
em Modigliani
nas mulheres de Modigliani
não nas mulheres
dos quadros de Modigliani
mas nas modelos de Modigliani
melhor
na primeira mulher
que determinou em Modigliani
a necessidade de encontrar modelos
parecidas com essa primeira
mulher inventada
por Modigliani



quadris


seus ossos devem ser brancos


minhas mãos imploram
pela guilhotina
porque não querem mais meu corpo


eu passo a mão
na cabecinha delas
e as consolo



seios


a cidade ignora
o lento trabalho
do ar
nos seus seios


perdoa
perdoa


a nossa ignorância
a nossa banalidade
a nossa amargura
e humor desesperado


sei que existe um mundo
real atrás dos mundos
em que nos defendemos


e concentrado engulo
a saliva
anterior ao deleite



Fabrício Corsaletti

Escrito por Caio Carmacho às 21h00
[   ] [ envie esta mensagem ]




águA mole

eM pEdRa DurA

água MOLE

EMPEDRA

E DURA

 

Marcelino Freire



Escrito por Caio Carmacho às 19h41
[   ] [ envie esta mensagem ]




Tributo


pra acalmar um filipino alojado no tórax
um velho poeta aperta macarrão cru
dentro do bolso

já reparou em como uma grande obra
com dois minutos de sono a menos
pode parecer tão ou mais insignificante que a dança
ou em como a dignidade
quando incomensurável
beira à pena

um velho poeta
cercado por repórteres do The London Times
algumas ovelhas ao fundo
conclui que o tributo é o ato mais assombroso do homem
tributo é nome vilão
daqueles grandes e fortes e que não se barbeiam

tudo isso enfim lhe é tão fulgente
como se uma circunferência de sangue
crescesse em sua camisa de algodão
mas pode ser incompreensível pra você
como as árvores
que escolhem as estações mais frias pra se despir


Sergio Mello


Escrito por Caio Carmacho às 21h33
[   ] [ envie esta mensagem ]




- alto clero contemporâneo


na pirâmide social
o dono de bar

tem
uma função
fundamental

não fosse o papel
antagônico

de algoz por natureza

segurar a pica alheia
é algo que só desejo
às freiras


Caio Carmacho

Escrito por Caio Carmacho às 18h55
[   ] [ envie esta mensagem ]




PRESENTE DE NATAL NO LITERAL




Fechando o ano dum jeito peculiar,
Leandro de Paula vulgo lelêx
me escolheu pra figurar
no comboio literário do
Portal Literal.

Tô lá na panelinha da
Curadoria de Poeta
junto com lolô
e com a sensação ana guadalupe.

Para acessar, basta clicar
na imagem ou aqui.

Falta pouco, muito pouco
para o especial do rei.

hauiahauihauia...


Escrito por Caio Carmacho às 17h34
[   ] [ envie esta mensagem ]




NARCISO


morrer deve ser

como chover

no meio do rio


Pedro Maciel

Escrito por Caio Carmacho às 15h35
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  01/05/2017 a 31/05/2017
  01/09/2015 a 30/09/2015
  01/01/2015 a 31/01/2015
  01/11/2014 a 30/11/2014
  01/10/2014 a 31/10/2014
  01/05/2014 a 31/05/2014
  01/03/2014 a 31/03/2014
  01/02/2014 a 28/02/2014
  01/01/2014 a 31/01/2014
  01/12/2013 a 31/12/2013
  01/10/2013 a 31/10/2013
  01/06/2013 a 30/06/2013
  01/04/2013 a 30/04/2013
  01/03/2013 a 31/03/2013
  01/01/2013 a 31/01/2013
  01/12/2012 a 31/12/2012
  01/11/2012 a 30/11/2012
  01/10/2012 a 31/10/2012
  01/09/2012 a 30/09/2012
  01/08/2012 a 31/08/2012
  01/07/2012 a 31/07/2012
  01/06/2012 a 30/06/2012
  01/05/2012 a 31/05/2012
  01/04/2012 a 30/04/2012
  01/03/2012 a 31/03/2012
  01/02/2012 a 29/02/2012
  01/01/2012 a 31/01/2012
  01/12/2011 a 31/12/2011
  01/11/2011 a 30/11/2011
  01/10/2011 a 31/10/2011
  01/09/2011 a 30/09/2011
  01/08/2011 a 31/08/2011
  01/07/2011 a 31/07/2011
  01/05/2011 a 31/05/2011
  01/04/2011 a 30/04/2011
  01/03/2011 a 31/03/2011
  01/02/2011 a 28/02/2011
  01/01/2011 a 31/01/2011
  01/12/2010 a 31/12/2010
  01/11/2010 a 30/11/2010
  01/10/2010 a 31/10/2010
  01/09/2010 a 30/09/2010
  01/08/2010 a 31/08/2010
  01/07/2010 a 31/07/2010
  01/06/2010 a 30/06/2010
  01/05/2010 a 31/05/2010
  01/04/2010 a 30/04/2010
  01/03/2010 a 31/03/2010
  01/02/2010 a 28/02/2010
  01/01/2010 a 31/01/2010
  01/12/2009 a 31/12/2009
  01/11/2009 a 30/11/2009
  01/10/2009 a 31/10/2009
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/08/2009 a 31/08/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/05/2009 a 31/05/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009
  01/03/2009 a 31/03/2009
  01/02/2009 a 28/02/2009
  01/01/2009 a 31/01/2009
  01/12/2008 a 31/12/2008
  01/11/2008 a 30/11/2008
  01/10/2008 a 31/10/2008
  01/09/2008 a 30/09/2008
  01/08/2008 a 31/08/2008
  01/07/2008 a 31/07/2008
  01/06/2008 a 30/06/2008
  01/05/2008 a 31/05/2008
  01/04/2008 a 30/04/2008
  01/03/2008 a 31/03/2008
  01/02/2008 a 29/02/2008
  01/12/2007 a 31/12/2007
  01/11/2007 a 30/11/2007
  01/10/2007 a 31/10/2007
  01/09/2007 a 30/09/2007
  01/08/2007 a 31/08/2007
  01/07/2007 a 31/07/2007
  01/06/2007 a 30/06/2007
  01/05/2007 a 31/05/2007
  01/04/2007 a 30/04/2007
  01/03/2007 a 31/03/2007
  01/02/2007 a 28/02/2007
  01/01/2007 a 31/01/2007
  01/12/2006 a 31/12/2006
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006
  01/07/2006 a 31/07/2006
  01/06/2006 a 30/06/2006
  01/05/2006 a 31/05/2006
  01/04/2006 a 30/04/2006
  01/03/2006 a 31/03/2006
  01/02/2006 a 28/02/2006
  01/01/2006 a 31/01/2006
  01/12/2005 a 31/12/2005
  01/11/2005 a 30/11/2005
  01/10/2005 a 31/10/2005
  01/09/2005 a 30/09/2005
  01/08/2005 a 31/08/2005
  01/07/2005 a 31/07/2005
  01/06/2005 a 30/06/2005
  01/05/2005 a 31/05/2005
  01/04/2005 a 30/04/2005
  01/03/2005 a 31/03/2005
  01/02/2005 a 28/02/2005
  01/01/2005 a 31/01/2005
  01/12/2004 a 31/12/2004
  01/11/2004 a 30/11/2004
  01/10/2004 a 31/10/2004
  01/09/2004 a 30/09/2004
  01/08/2004 a 31/08/2004
  01/07/2004 a 31/07/2004


Outros sites
  picareta cultural
  cep 20.000
  lorena poema
  ana guadalupe
  americo borges
  diego grando
  mourinha
  antonio cicero
  teo petri
  vicente canato
  olímpio
  bagatela
  caró lago
  garganta da serpente
  ramon mello
  guada fanjul
  supercordas
  dimitri [br]
  fotolog macaco
  cronópios
  bruna beber
  tchello melo
  flávio de araújo
  marcelino freire
  marcelo montenegro
  telma scherer
  podcast caiowas
  flavio pucci
  dalton campos
  poesia - pinga
  mimmy
  leandro de paula
  chacal
  alice sant'anna
  val borges
  cabelo
  as escolhas afectivas
  nave vazia
  carulhina
  victoria visco
  lilian aquino
  rodolfo muanis
  vitor freire
  ismar tirelli neto
  angélica freitas
  lorena magalhães
  plástico bolha
  laise costa
  mariana botelho
  joana rizério
  poesia hoje
  felipe cataldo
  renata flávia
  rafael mantovani
  filipe couto
  foolana de tao
  câmara de ecos
  allan dias castro
  polaco
  bruno fritz
  gregorio duvivier
  ricardo silveira
  omar salomão
  leo gonçalves
  bruno brum
  ana guam
  joão freitas
  lucas viriato
  eduardo coelho
  ademir assunção
  geraldo carneiro
  blog plástico bolha
  carla mariel
  lu barboza
  c.
  roberto borati
  maria rezende
  joão paulo cuenca
  cecilia cavalieri
  antonio lacarne
  shala andirá
  mata piolho
  7 letras blog
  365 poemas a um real
  contato: caiocarmacho@gmail.com
Votação
  Dê uma nota para meu blog


Leia este blog no seu celular

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.