NOUTRATEZ


foi-se & batuque na calada

pedro rocha



Escrito por Caio Carmacho às 21h44
[   ] [ envie esta mensagem ]




saltimbancos revisitados

pó pra cá, pó pra lá

não é à toa que todo bicho
fica estressado


caio carmacho


Escrito por Caio Carmacho às 21h40
[   ] [ envie esta mensagem ]




coisa com coisa

se ela pede um vestido eu dou
um par de sapatos também dou
não vacilo não
já comprei geladeira e televisão

no outro dia pedi um beijinho na boca
e a nega quis briga
ela vive comigo descaradamente
enchendo a barriga

dou-lhe todo o conforto
saio quase morto da beira do cais
chego em casa cansado,
procuro o jantar
e jantar não tem mais

ela come dois quilos de carne por dia
meu deus, que horror!
e na hora da coisa
ela fica com coisa
e não quer amor




Escrito por Caio Carmacho às 02h40
[   ] [ envie esta mensagem ]




completude

a música vigora do contrato
entre o homem e o Silêncio.
mais do que som ausente,
as pausas são empréstimos
daquilo que se ouvia
no prelúdio do Gênesis,
nos ensaios da Criação
de um universo em estéreo.

da musical quietude se coleta
que também o homem se compõe
do que tem e do que perde.

cada tijolo não cimentado
é parte constante da obra.
cada rumo preterido
está no mapa de um percurso.

nada, enfim, mais incompleto
do que um homem sem perdas.

 

márvio dos anjos



Escrito por Caio Carmacho às 15h53
[   ] [ envie esta mensagem ]




eu quero é botar meu bloco na rua

sérgio sampaio



Escrito por Caio Carmacho às 02h51
[   ] [ envie esta mensagem ]




Quando fico de pau duro
Sinto-me Deus
Não Deus como Zeus no Olimpo
Deus como Jesus
Como o homem no garimpo ao achar a maior pepita
Como o médico que o cardíaco ressuscita
Sinto-me Deus
Sinto-me forte
Sinto o poder
Toda a grandeza de ser de um povo
Sinto-me um ovo fecundado
Como um viado ao dar o rabo
Sinto-me alado
Sinto-me sábio
Sinto-me luz cuspida de meus lábios
Sinto a explosão dos teus
Quando me coloco Deus
No meio de tuas pernas

 

cazé peccini



Escrito por Caio Carmacho às 00h39
[   ] [ envie esta mensagem ]




narcisismo


 

ada prieto



Escrito por Caio Carmacho às 13h31
[   ] [ envie esta mensagem ]




sinistra

sou destra
mas às vezes uso a esquerda
- como quem se arrisca.

de que outra forma retocar o esmalte em todas as unhas?

sou destra
mas exercito a esquerda
- como quem espreita.

é uma ótima mão para abrir cartas.

sou destra
mas tento a esquerda
- como quem se espraia.

não são charmosos os canhotos?

sou destra
mas ouso a esquerda
- como quem transpira.

alternar as mãos na lida com o mouse evita dores musculares.

sou destra
mas às vezes
desastrada.


leila sterenberg



Escrito por Caio Carmacho às 17h46
[   ] [ envie esta mensagem ]




soneto sobre uma vacca profanada [3027]

daquella secular orthographia,
chamada "etymologica", devoto
me faço novamente e, agora, a adopto
mais como reacção de rebeldia

na frança ou na inglaterra não havia
reformas como a nossa, e mais fé boto
nas lettras geminadas, nas quaes noto
signal de coherencia, em theoria

escrevo, commummente, 'chlorophylla',
'chrysanthemo', 'appellido' e, só depois
de prompta, volto à escripta, a corrigil-a

mais mexem, mais resisto, e os TT são dois
em tudo quanto assigno. em risco, oscilla
meu nome litterario dado aos bois


glauco mattoso



Escrito por Caio Carmacho às 17h25
[   ] [ envie esta mensagem ]




o gênio da língua

corno manso

bobo alegre

 

chico alvim



Escrito por Caio Carmacho às 18h25
[   ] [ envie esta mensagem ]




teatro infantil

 

ato solene : fantasia

                        e genialidade

 

professores sobem verticalmente

aranhas tecem toda a trama

nas cadeiras

 

aplausos cobrem a sala

no final

 

a cortina fecha, o sonho acaba

a luz apaga

 

            ninguém comeu ninguém


caio carmacho

 



Escrito por Caio Carmacho às 17h35
[   ] [ envie esta mensagem ]




o último poema

manuel bandeira



Escrito por Caio Carmacho às 16h34
[   ] [ envie esta mensagem ]




filme noir

um silêncio oco, de catedral
passos ressoam,
uma porta bate.

se você não percebeu,
fui eu,
definitivamente.


vera americano



Escrito por Caio Carmacho às 15h31
[   ] [ envie esta mensagem ]




supermercado

os meses têm pressa
pra atacar com graça
nossa saúde frágil
caixa de cartas
perdidas na mudança
das intenções
as melhores
respostas chegam
com as portas fechadas

 

ana guadalupe



Escrito por Caio Carmacho às 16h52
[   ] [ envie esta mensagem ]




- estado de imersão

à leandro de paula


mergulho de risco ao íntimo (

oito ou dez estragos diferentes e irreparáveis : cicatrizes
corais ouriços e outros objetos nada objetivos
pontiagudos

os critérios se somam e se dilatam nessa distância
profunda pressão nos tímpanos

penso que não existe tempo penso tenso
pouco mas penso no preço do
oxigênio que é caro como as visões
acima da raridade

quanto mais halo, menos superfície super
ficial, menos eu
mais origem, mais início
mais fértil mais isso que acredito
vir de fora com excessiva força e excessiva
beleza e ser você

no sentimento mais absoluto
de consagração arrebatamento
& fôlego

tal marola planejada tal ressaca
)

revisito assombrado todo um passado ilustrado
qual londres emoldurada

antes de dar luz e boas-vindas
ao sempre novo
embrião da minha modernidade




caio carmacho

 



Escrito por Caio Carmacho às 17h39
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  01/05/2017 a 31/05/2017
  01/09/2015 a 30/09/2015
  01/01/2015 a 31/01/2015
  01/11/2014 a 30/11/2014
  01/10/2014 a 31/10/2014
  01/05/2014 a 31/05/2014
  01/03/2014 a 31/03/2014
  01/02/2014 a 28/02/2014
  01/01/2014 a 31/01/2014
  01/12/2013 a 31/12/2013
  01/10/2013 a 31/10/2013
  01/06/2013 a 30/06/2013
  01/04/2013 a 30/04/2013
  01/03/2013 a 31/03/2013
  01/01/2013 a 31/01/2013
  01/12/2012 a 31/12/2012
  01/11/2012 a 30/11/2012
  01/10/2012 a 31/10/2012
  01/09/2012 a 30/09/2012
  01/08/2012 a 31/08/2012
  01/07/2012 a 31/07/2012
  01/06/2012 a 30/06/2012
  01/05/2012 a 31/05/2012
  01/04/2012 a 30/04/2012
  01/03/2012 a 31/03/2012
  01/02/2012 a 29/02/2012
  01/01/2012 a 31/01/2012
  01/12/2011 a 31/12/2011
  01/11/2011 a 30/11/2011
  01/10/2011 a 31/10/2011
  01/09/2011 a 30/09/2011
  01/08/2011 a 31/08/2011
  01/07/2011 a 31/07/2011
  01/05/2011 a 31/05/2011
  01/04/2011 a 30/04/2011
  01/03/2011 a 31/03/2011
  01/02/2011 a 28/02/2011
  01/01/2011 a 31/01/2011
  01/12/2010 a 31/12/2010
  01/11/2010 a 30/11/2010
  01/10/2010 a 31/10/2010
  01/09/2010 a 30/09/2010
  01/08/2010 a 31/08/2010
  01/07/2010 a 31/07/2010
  01/06/2010 a 30/06/2010
  01/05/2010 a 31/05/2010
  01/04/2010 a 30/04/2010
  01/03/2010 a 31/03/2010
  01/02/2010 a 28/02/2010
  01/01/2010 a 31/01/2010
  01/12/2009 a 31/12/2009
  01/11/2009 a 30/11/2009
  01/10/2009 a 31/10/2009
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/08/2009 a 31/08/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/05/2009 a 31/05/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009
  01/03/2009 a 31/03/2009
  01/02/2009 a 28/02/2009
  01/01/2009 a 31/01/2009
  01/12/2008 a 31/12/2008
  01/11/2008 a 30/11/2008
  01/10/2008 a 31/10/2008
  01/09/2008 a 30/09/2008
  01/08/2008 a 31/08/2008
  01/07/2008 a 31/07/2008
  01/06/2008 a 30/06/2008
  01/05/2008 a 31/05/2008
  01/04/2008 a 30/04/2008
  01/03/2008 a 31/03/2008
  01/02/2008 a 29/02/2008
  01/12/2007 a 31/12/2007
  01/11/2007 a 30/11/2007
  01/10/2007 a 31/10/2007
  01/09/2007 a 30/09/2007
  01/08/2007 a 31/08/2007
  01/07/2007 a 31/07/2007
  01/06/2007 a 30/06/2007
  01/05/2007 a 31/05/2007
  01/04/2007 a 30/04/2007
  01/03/2007 a 31/03/2007
  01/02/2007 a 28/02/2007
  01/01/2007 a 31/01/2007
  01/12/2006 a 31/12/2006
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006
  01/07/2006 a 31/07/2006
  01/06/2006 a 30/06/2006
  01/05/2006 a 31/05/2006
  01/04/2006 a 30/04/2006
  01/03/2006 a 31/03/2006
  01/02/2006 a 28/02/2006
  01/01/2006 a 31/01/2006
  01/12/2005 a 31/12/2005
  01/11/2005 a 30/11/2005
  01/10/2005 a 31/10/2005
  01/09/2005 a 30/09/2005
  01/08/2005 a 31/08/2005
  01/07/2005 a 31/07/2005
  01/06/2005 a 30/06/2005
  01/05/2005 a 31/05/2005
  01/04/2005 a 30/04/2005
  01/03/2005 a 31/03/2005
  01/02/2005 a 28/02/2005
  01/01/2005 a 31/01/2005
  01/12/2004 a 31/12/2004
  01/11/2004 a 30/11/2004
  01/10/2004 a 31/10/2004
  01/09/2004 a 30/09/2004
  01/08/2004 a 31/08/2004
  01/07/2004 a 31/07/2004


Outros sites
  picareta cultural
  cep 20.000
  lorena poema
  ana guadalupe
  americo borges
  diego grando
  mourinha
  antonio cicero
  teo petri
  vicente canato
  olímpio
  bagatela
  caró lago
  garganta da serpente
  ramon mello
  guada fanjul
  supercordas
  dimitri [br]
  fotolog macaco
  cronópios
  bruna beber
  tchello melo
  flávio de araújo
  marcelino freire
  marcelo montenegro
  telma scherer
  podcast caiowas
  flavio pucci
  dalton campos
  poesia - pinga
  mimmy
  leandro de paula
  chacal
  alice sant'anna
  val borges
  cabelo
  as escolhas afectivas
  nave vazia
  carulhina
  victoria visco
  lilian aquino
  rodolfo muanis
  vitor freire
  ismar tirelli neto
  angélica freitas
  lorena magalhães
  plástico bolha
  laise costa
  mariana botelho
  joana rizério
  poesia hoje
  felipe cataldo
  renata flávia
  rafael mantovani
  filipe couto
  foolana de tao
  câmara de ecos
  allan dias castro
  polaco
  bruno fritz
  gregorio duvivier
  ricardo silveira
  omar salomão
  leo gonçalves
  bruno brum
  ana guam
  joão freitas
  lucas viriato
  eduardo coelho
  ademir assunção
  geraldo carneiro
  blog plástico bolha
  carla mariel
  lu barboza
  c.
  roberto borati
  maria rezende
  joão paulo cuenca
  cecilia cavalieri
  antonio lacarne
  shala andirá
  mata piolho
  7 letras blog
  365 poemas a um real
  contato: caiocarmacho@gmail.com
Votação
  Dê uma nota para meu blog


Leia este blog no seu celular

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.