NOUTRATEZ


o enredo efêmero da passista

chove
e você sai descalça na rua
e você sai nua na rua
e você sai pintada na rua
e você é sufocada na rua
e você bebe a água da chuva
e você sorri chora grita agoniza reza
para que o fim do mundo seja agora
colorido
nítido
lírico
como um último suspiro de vida
numa quarta-feira de cinzas


caio carmacho



Escrito por Caio Carmacho às 13h06
[   ] [ envie esta mensagem ]




não quero mais de um poeta

que a sua letra

palavra presa na página

borboleta

nem quero saber da sua vida

da verdade que nunca foi dita

mesmo por ele

que tudo que viveu duvida

não revirem a sua cova

o seu arquivo

é no seu livro que o poeta está enterrado

vivo

 

ricardo silvestrin



Escrito por Caio Carmacho às 19h00
[   ] [ envie esta mensagem ]




mulheres

luiz felipe leprevost



Escrito por Caio Carmacho às 15h35
[   ] [ envie esta mensagem ]




avenida paulista

tão diferente quanto galápagos
em sua biodiversidade
& fauna sui generis

vidas paralelas,
caminhantes sem destino

câmeras no lugar de olhos
ipods ao invés de ouvidos

darwin chora nos ombros
de uma puta


enquanto piazzolla
toca um tango argentino



caio carmacho



Escrito por Caio Carmacho às 16h59
[   ] [ envie esta mensagem ]




Craro de Lua

Colcha de retalhos em nanzuque
azul de natiê
pra mode de amar.

A moça deita
refestelada.
A faca amolada na pedra
descansa sobre o jirau
e os pargos no samburá
aguardando os lanhos.

Enquanto acompanha com olhos
flutuantes algumas
formigas de réiva
espera quem lhe roube
o cabelo desfeito o tecido,
cheirando a babosa.

O fumeiro doce na casa
o vento silvando o reboco
ondas que quebram
e retornam a se fazer.

Então ele chega com pouco dinheiro
com relógio de cigano
e ouro nos dentes.
É craro de lua.
E os pescadores se aportam
em colchas de retalhos em nanzuque
azul de natiê
pra mode de amar.


flávio de araújo



Escrito por Caio Carmacho às 16h57
[   ] [ envie esta mensagem ]




a morte prematura da inocência



até os 6 anos de idade
eu acreditava piamente
nos desenhos animados

e era como se cada elemento
tivesse um significado oculto
que fugia à minha inteligência

dessa maneira, toda vez que 
surgia um saco bege 
com a palavra flour

eu me esforçava para entender 
o porque do dublador chamar aquilo de
farinha

na minha cabeça, o que havia
era uma língua secreta dos
desenhos animados

mas alguém me mostrou
que era tudo inglês

e foi aí que os estados unidos
fincou sua bandeira
ligou sua guitarra
e acabou com toda a minha infância



caio carmacho



Escrito por Caio Carmacho às 20h26
[   ] [ envie esta mensagem ]




eu vou aprender a amar e vou te ensinar e nós vamos conseguir

de muito longe eu não posso ser visto

e acho que isso difere completamente

de me sentir pequeno; o bom das crianças

é que elas são afirmativas e olham bem na sua cara

com uma expressão de 'você é incapaz

de fazer o mesmo pelas pessoas que ama', eu sinto o universo se expandindo

e parece que ninguém está se esforçando o bastante

a consequência disso é uma sensação de vazio extremo

de ser a única pessoa viva no mundo; estou sozinho

       faz tempo

e vai demorar muito até alguém conseguir mudar isso

o bom de estar sozinho durante muito tempo

é que tenho lido e pensado bastante sobre

       vida, morte

solidão, pessoas, coletividade, e amor; temo apenas

a lentidão desse aprendizado; eu posso sentir o universo

      se expandindo

e parece que ninguém nunca se esforçou o bastante; quando chorei

       na porta da sua casa

tive uma sensação que difere completamente de 'eu sou

       a única pessoa

viva', 'eu não aprendi quase nada', e 'eu posso sentir o universo

se expandindo e separando tudo

e isso parece afirmar

que devemos nos esforçar mais'

 

tao lin

(tradução de bruna beber)



Escrito por Caio Carmacho às 20h09
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  01/05/2017 a 31/05/2017
  01/09/2015 a 30/09/2015
  01/01/2015 a 31/01/2015
  01/11/2014 a 30/11/2014
  01/10/2014 a 31/10/2014
  01/05/2014 a 31/05/2014
  01/03/2014 a 31/03/2014
  01/02/2014 a 28/02/2014
  01/01/2014 a 31/01/2014
  01/12/2013 a 31/12/2013
  01/10/2013 a 31/10/2013
  01/06/2013 a 30/06/2013
  01/04/2013 a 30/04/2013
  01/03/2013 a 31/03/2013
  01/01/2013 a 31/01/2013
  01/12/2012 a 31/12/2012
  01/11/2012 a 30/11/2012
  01/10/2012 a 31/10/2012
  01/09/2012 a 30/09/2012
  01/08/2012 a 31/08/2012
  01/07/2012 a 31/07/2012
  01/06/2012 a 30/06/2012
  01/05/2012 a 31/05/2012
  01/04/2012 a 30/04/2012
  01/03/2012 a 31/03/2012
  01/02/2012 a 29/02/2012
  01/01/2012 a 31/01/2012
  01/12/2011 a 31/12/2011
  01/11/2011 a 30/11/2011
  01/10/2011 a 31/10/2011
  01/09/2011 a 30/09/2011
  01/08/2011 a 31/08/2011
  01/07/2011 a 31/07/2011
  01/05/2011 a 31/05/2011
  01/04/2011 a 30/04/2011
  01/03/2011 a 31/03/2011
  01/02/2011 a 28/02/2011
  01/01/2011 a 31/01/2011
  01/12/2010 a 31/12/2010
  01/11/2010 a 30/11/2010
  01/10/2010 a 31/10/2010
  01/09/2010 a 30/09/2010
  01/08/2010 a 31/08/2010
  01/07/2010 a 31/07/2010
  01/06/2010 a 30/06/2010
  01/05/2010 a 31/05/2010
  01/04/2010 a 30/04/2010
  01/03/2010 a 31/03/2010
  01/02/2010 a 28/02/2010
  01/01/2010 a 31/01/2010
  01/12/2009 a 31/12/2009
  01/11/2009 a 30/11/2009
  01/10/2009 a 31/10/2009
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/08/2009 a 31/08/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/05/2009 a 31/05/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009
  01/03/2009 a 31/03/2009
  01/02/2009 a 28/02/2009
  01/01/2009 a 31/01/2009
  01/12/2008 a 31/12/2008
  01/11/2008 a 30/11/2008
  01/10/2008 a 31/10/2008
  01/09/2008 a 30/09/2008
  01/08/2008 a 31/08/2008
  01/07/2008 a 31/07/2008
  01/06/2008 a 30/06/2008
  01/05/2008 a 31/05/2008
  01/04/2008 a 30/04/2008
  01/03/2008 a 31/03/2008
  01/02/2008 a 29/02/2008
  01/12/2007 a 31/12/2007
  01/11/2007 a 30/11/2007
  01/10/2007 a 31/10/2007
  01/09/2007 a 30/09/2007
  01/08/2007 a 31/08/2007
  01/07/2007 a 31/07/2007
  01/06/2007 a 30/06/2007
  01/05/2007 a 31/05/2007
  01/04/2007 a 30/04/2007
  01/03/2007 a 31/03/2007
  01/02/2007 a 28/02/2007
  01/01/2007 a 31/01/2007
  01/12/2006 a 31/12/2006
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006
  01/07/2006 a 31/07/2006
  01/06/2006 a 30/06/2006
  01/05/2006 a 31/05/2006
  01/04/2006 a 30/04/2006
  01/03/2006 a 31/03/2006
  01/02/2006 a 28/02/2006
  01/01/2006 a 31/01/2006
  01/12/2005 a 31/12/2005
  01/11/2005 a 30/11/2005
  01/10/2005 a 31/10/2005
  01/09/2005 a 30/09/2005
  01/08/2005 a 31/08/2005
  01/07/2005 a 31/07/2005
  01/06/2005 a 30/06/2005
  01/05/2005 a 31/05/2005
  01/04/2005 a 30/04/2005
  01/03/2005 a 31/03/2005
  01/02/2005 a 28/02/2005
  01/01/2005 a 31/01/2005
  01/12/2004 a 31/12/2004
  01/11/2004 a 30/11/2004
  01/10/2004 a 31/10/2004
  01/09/2004 a 30/09/2004
  01/08/2004 a 31/08/2004
  01/07/2004 a 31/07/2004


Outros sites
  picareta cultural
  cep 20.000
  lorena poema
  ana guadalupe
  americo borges
  diego grando
  mourinha
  antonio cicero
  teo petri
  vicente canato
  olímpio
  bagatela
  caró lago
  garganta da serpente
  ramon mello
  guada fanjul
  supercordas
  dimitri [br]
  fotolog macaco
  cronópios
  bruna beber
  tchello melo
  flávio de araújo
  marcelino freire
  marcelo montenegro
  telma scherer
  podcast caiowas
  flavio pucci
  dalton campos
  poesia - pinga
  mimmy
  leandro de paula
  chacal
  alice sant'anna
  val borges
  cabelo
  as escolhas afectivas
  nave vazia
  carulhina
  victoria visco
  lilian aquino
  rodolfo muanis
  vitor freire
  ismar tirelli neto
  angélica freitas
  lorena magalhães
  plástico bolha
  laise costa
  mariana botelho
  joana rizério
  poesia hoje
  felipe cataldo
  renata flávia
  rafael mantovani
  filipe couto
  foolana de tao
  câmara de ecos
  allan dias castro
  polaco
  bruno fritz
  gregorio duvivier
  ricardo silveira
  omar salomão
  leo gonçalves
  bruno brum
  ana guam
  joão freitas
  lucas viriato
  eduardo coelho
  ademir assunção
  geraldo carneiro
  blog plástico bolha
  carla mariel
  lu barboza
  c.
  roberto borati
  maria rezende
  joão paulo cuenca
  cecilia cavalieri
  antonio lacarne
  shala andirá
  mata piolho
  7 letras blog
  365 poemas a um real
  contato: caiocarmacho@gmail.com
Votação
  Dê uma nota para meu blog


Leia este blog no seu celular

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.